INÉDITO! Superintendente do INCRA, Alexandre Pereira toma posse da fazenda Santa Terezinha


Alexandre Pereira com dirigentes do Sintraf e coordenadores do acampamento (1)

 

“nunca um superintendente do órgão recebeu imissão na posse pessoalmente no Estado”

 

NOVA INDEPENDÊNCIA – O superintendente regional do INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) no Estado de São Paulo, Alexandre Pereira da Silva, esteve na manhã de sexta-feira (07/07) recebendo a posse da fazenda Santa Terezinha em Nova Independência e entrou para a história do órgão federal.

Acompanhado do representante regional do Solidariedade, Marcelo Mariano, dos dirigentes do Sintraf (Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar), William Marciano Moro (presidente), Renato Sérgio (diretor de finanças), Joaquim Justino da Silva (secretário geral e vereador andradinense), Fabrício Mazotti (diretor de formação), dos coordenadores do acampamento Nossa Senhora Aparecida III, Rogério da Silva e Aparecido Malvezze, o superintendente Alexandre Pereira recebeu a posse da área por meio de oficial de justiça federal, que esteve no imóvel para notifica-lo da decisão judicial, e consequentemente transferir a posse da área ao INCRA.

Após tomar posse da área, às famílias foram autorizadas a montar acampamento ao lado da sede da fazenda, mas com a determinação de não danificar nenhuma das instalações e preservar a produção da cana do imóvel que será colhida pelo ex-proprietário, MCL Empreendimentos e Negócios Ltda, em comum acordo com INCRA, já que a autarquia federal não indenizou a produção do imóvel.

O administrador da fazenda, Ênio Saraiva Martins Júnior, acompanhou o ingresso das famílias nas proximidades da sede da fazenda Santa Terezinha e autorizou a ligação aos barracos e o uso de água para o consumo das famílias do poço semi-artesiano do imóvel.

FATO HISTÓRICO

Nunca houve na história do INCRA no estado paulista, um superintendente receber a posse de uma área desapropriada pessoalmente, onde sempre é designado um servidor para acompanhar e receber a formalidade, onde Alexandre Pereira poderia ter designado um servidor da casa, mas preferiu o fazer pessoalmente, e acaba entrando para a história positiva da autarquia federal.

Outro fato histórico que ficará registrado nos anais, foi a decisão proferida pelo magistrado Paulo Bueno de Azevedo, já que essa é a primeira desapropriação proferida pela Justiça Federal em Andradina, e pelo visto também do próprio juiz titular da 1ª Vara Federal.

ENTREVISTA

Com exclusividade à reportagem do O Foco, o superintendente relatou o que significava aquele momento para o próprio superintendente e para a gestão de Alexandre Pereira à frente da autarquia federal – “acho que é um momento muito importante, não só para as

famílias que estão aqui por algum tempo, na área, esperando esta decisão acontecer, e nesta nova gestão a gente está priorizando não só esta questão de obtenção de áreas, de processos que estão paralisados a muito tempo, como de novas áreas também, priorizando a infraestrutura, assistência técnica, enfim, uma proximidade maior com os assentados aqui no Estado de São Paulo. Hoje é uma festa, aqui para às famílias podendo estar recebendo aqui a notificação do oficial desta decisão judicial, da posse da área. Sabemos que ainda temos algumas questões para serem resolvidas com o proprietário, mas eu acho que o INCRA tem priorizado essa discussão e da melhor forma possível vamos estar deixando tudo cem por cento, para que as famílias possam estar assumindo seus lotes, produzindo, sustentando suas famílias, enfim, fazendo com que o assentamento possa produzir da melhor forma possível” – salientou, Alexandre Pereira.

IMG_0189 1O superintendente do INCRA informou que não há prazo para começar a seleção das famílias e o parcelamento da fazenda, mas afirmou que tão logo seja colhida a cana, o INCRA irá iniciar os trâmites para criação do assentamento e homologação das famílias acampadas.

Durante toda à tarde de sexta-feira, os acampados começaram a festejar a posse da área, realizando confraternização e começando a montagem dos barracos de lona – “é um momento para comemorar, pois às famílias já foram privadas de comemorar este momento por anos, mas agora é o momento de extravasar, de festejar, de sonhar como será o lote de cada família que almejava um pedaço de terra. O que aconteceu aqui, foi uma data histórica para a reforma agrária, para o superintendente do INCRA, Alexandre Pereira, para o Sintraf e principalmente para estes guerreiros que acreditaram em seus sonhos e lutaram por anos para conquistar esse objetivo. Mais uma vez quero agradecer os servidores do INCRA, na pessoa do Alexandre e do Edson, assim como os diretores do sindicato, os coordenadores do acampamento e às famílias de trabalhadores que em breve se tornarão agricultores familiares e tirarão desta terra o sustendo e a dignidade” – finalizou o presidente do Sintraf, William Marciano Moro.

José Carlos Bossolan

Próximo TRE cassa diploma, mas prefeita e vice permanecem no cargo até o trânsito em julgado
Anterior Governo de Nova Independência realiza evento para graduação de faixa do Karatê

Nenhum comentário

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *