CDHU anuncia novo formato para construções de moradia populares ( já sorteadas) em Castilho e Nova Independência


Bairro Novo

 

Em Castilho serão 128 casas, em Nova Independência 30 moradias, ambas são conquistas das gestões anteriores e já foram sorteadas. Mudança no sistema desburocratiza  facilita a aquisição.

A Secretaria de Estado da Habitação promoveu nesta segunda-feira, 22 de março, reunião com prefeitos e representantes municipais para tratar da construção de 73 novos empreendimentos em 72 cidades paulistas. Ao todo são 6.600 moradias do Programa Nossa Casa – CDHU que serão edificadas em um novo formato.

 

O secretário Flavio Amary explicou aos prefeitos que mudança no formato vai conferir mais agilidade nas obras. A previsão anterior era de que a Caixa Econômica Federal seria responsável pela construção e pelo financiamento das casas. Para que a produção dos empreendimentos seja feita de forma mais rápida, a CDHU assumirá a construção que será executada em duas etapas.

Na primeira fase, será realizada a urbanização dos lotes com pavimentação e implantação de água e esgoto e outros itens. Na sequência será feita a edificação das unidades habitacionais.

“Mudamos o modelo de atendimento habitacional. Inovamos o processo com o objetivo de acelerar a implantação dos novos imóveis. A grande novidade é que primeiro urbanizaremos as glebas apresentadas pelos municípios para, na sequência, promover a edificação das casas. Foi um árduo trabalho onde buscamos alternativas para conseguir viabilizar essas novas moradias e estamos muito confiantes de que o projeto terá êxito. Para isso contamos com a retaguarda do governador João Doria e do vice-governador Rodrigo Garcia que mobilizaram recursos para a implantação do programa”, disse o secretário.

 

Próximo  Juliana Duarte requisita a prorrogação do benefício "Licença Maternidade" de 120 para 180 dias
Anterior Em sessão extraordinária, Câmara vota hoje projetos importantes para município